s

Italy Bike Tour

Ciclismo, impotência e disfunção eréctil: existe uma relação causa/efeito?

Ciclismo, impotência e disfunção eréctil: existe uma relação causa/efeito? 

 
Essa questão chama muita atenção e já gerou muitas discussões. 
Mas vamos por partes. 
 
Diferença entre impotência e disfunção eréctil:
disfunção erétil é a incapacidade de obter ou manter uma ereção suficiente durante uma relação sexual. Ja a impotência pode ser usada para descrever outros problemas que interferem na relação sexual e reprodução, como a falta de desejo, problemas de ejaculação ou de orgasmo sexual. 
 
O que pode causar impotência e disfunção eréctil? 
Entre os fatores físicos temos: danos aos nervos, artérias, músculos e tecidos responsáveis ​​pela ereção. No entanto, 70% é causada por doenças: como diabetes, doença renal, alcoolismo crônico, aterosclerose, doença vascular e doença neurológica. 
O estilo de vida também pode influenciar e entre as causas mais comuns de disfunção eréctil temos:
– fumo
– obesidade
– sedentarismo 
 
Mas como pode o ciclismo levar a uma disfunção eréctil? 
O problema é ligado a: uma pressão prolongada sobre os tecidos do períneo (pode danificar os vasos sanguíneos e os nervos responsáveis ​​pela ereção) e o tempo excessivo que passamos em cima do selim e na mesma posição.

appoggio-slr-superflow
appoggio-tradizionale

 
 Outros fatores que podem aumentar o risco de desenvolver uma disfunção:
– peso do ciclista, pois um maior peso causa maior pressão,
– modelo do selim, pois alguns oferecem um design que aumenta a pressão na zona do períneo,
– intensidade da atividade fisica.
 
 
Quais os sintomas da disfunção eréctil em Ciclistas?
A redução do fluxo sanguíneo para o períneo causa dor, dormência, formigamento no períneo e diminuição do fluxo urinario.
A boa noticia é que estes sintomas se apresentam muito antes de desenvolver um problema ligado a disfunção eréctil. Ou seja, se você não tem problemas de dor, dormência ou formigamento, pare de se preocupar e aproveite seu treino. 
cycling-and-impotence-300x216
 
No caso você apresente estes sintomas, seguem alguns conselhos:
– no caso de treinos longos, faça uma pausa e alterne a posição subindo nos pedais até que a sensação torne ao normal,
– aproveite de algumas situações para descer do selim, como por exemplo um farol vermelho.
– alterne freqüentemente a sua posição deslocando-se para a frente e para trás, e subindo nos pedais para reduzir os pontos de pressão,
– use selins vazados para diminuir a pressão no perineo,
– evite selins acolchoados, embora pareça mais confortável, você vai afundar na sela, sofrendo uma maior pressão e dormência,
– manter o nível de selim ligeiramente inclinado para baixo, nunca para cima,
– altere as posições várias vezes durante seus treinos,
– use somente bermudas de ciclismo de qualidade, com pad adequado para suas horas de treinos
– um eficaz bike fit pode prevenir dor e lesão
 
 
Nos últimos anos foram lançados vários modelos de selim para evitar este problema,
mas lembre-se que o melhor remédio é a prevenção! 
 
Bom pedal para todos!